Contato: sao-lazer@his-world.com|Câmbio Dólar (USD) R$ 5.80 / Euro (EUR) R$ 6.76 Atualizado em 24/09/2020 às 14:00

O que fazer em Tóquio – 7 dias

Oiê!

Meu nome é Mariana e faço parte da equipe da HIS como especialista em viagens.

Nesse post vou compartilhar com vocês algumas das atrações e experiências que mais gosto em Tóquio, para te ajudar a decidir o que fazer em sua próxima viagem.

Primeiro os preparativos!

Viajar no Japão é muito diferente do que no Brasil, então para planejar sua viagem é importante fazer uma lista de coisas que você pode reservar antes de chegar no país e que vão facilitar sua vida enquanto você estiver lá.

  1. Antes de tudo, você precisa fazer seu visto de viagem.
  2. Com o visto, você consegue reservar o seu JRPASS – caso queira conhecer outras cidades/regiões do Japão.
  3. Para se manter conectado, vale a pena alugar o pocket-wifi porque serve para até 10 aparelhos, uma boa pedida se você está viajando em família, com amigos ou se precisa utilizar o notebook durante a viagem.
  4. Para utilizar o metrô e os ônibus em Tóquio, recomendo o cartão SUICA, que é pré-carregado e funciona também em lojas de conveniência. O que mais gosto nele é que se ao fim da viagem você tiver saldo no cartão, consegue reaver o dinheiro devolvendo numa máquina.
  5. Ficar craque usando o site Hyperdia para saber como se deslocar no Japão. Buscar sempre pelo nome das estações e se for utilizar o JRPASS, desmarcar a opção private railway em more options.

1º dia

A cidade de Tóquio tem dois aeroportos – Narita e Haneda. A companhia aérea que você escolher viajar vai determinar o aeroporto onde você vai chegar. O transporte público da cidade é um dos mais eficientes e interconectados do mundo, então para chegar ao seu hotel no centro de Tóquio você vai ter a opção de pegar trens expressos como o Narita Express e o Keisei Skyliner, ou então o Limousine Bus que é um ônibus executivo que faz o trajeto deixando os turistas nos principais hotéis, ou ainda vans regulares e táxis.

O fuso horário é de 12h a mais do que aqui no Brasil, então você vai sentir um jet-lag provavelmente. No primeiro dia aproveite para fazer passeios mais calmos, olhar algumas lojas em Shibuya, Harajuku e Akihabara. Recomendo a loja Don Quijote para souvenirs e artigos típicos. Para a noite, faça um Cruzeiro pelo Rio Sumida, que corta a cidade de Tóquio, num barco tradicional de madeira chamado Yakatabune e que oferece um jantar tradicional e um show com dança típica.

Cruzeiro no Rio Sumida

2º dia

Depois de uma merecida noite de sono, o dia de hoje é para bater perna e usar bastante o metrô para conhecer a cidade. Comece pelo Mercado Tsukiji, onde você vai entender bastante da culinária japonesa, das práticas comerciais e pode traçar um paralelo com experiências que teve em outros mercados do Brasil e mundo. Aproveite para tomar seu café da manhã por ali.

Para encher os olhos, caminhe pelas ruas do bairro de Ginza, com suas lojas de grife (e vitrines incríveis) e faça uma parada no Palácio Imperial – que tem áreas abertas ao público e ingresso gratuito. Dê uma passada na praça Godzilla, para ver a estátua em homenagem ao personagem. O roteiro original do filme está na base da estátua. Pegue o metrô para a região de Ueno e visite o Parque de Ueno, principalmente se estiver na primavera. Se quiser uma pitada de cultura, conheça o Museu Nacional de Tóquio.

 Museu Nacional de Tóquio

Ande um pouco até a região de Asakusa para visitar o lindo templo Senso-ji e dar uma passada na rua Nakamise (também para compras). Se você quiser ter uma noção de como a cidade de Tóquio é imensa, vá nos observatórios da Tokyo Skytree ou então da Tokyo Tower

Tokyo Tower

3º dia

Hoje começamos pela região de Shibuya. Você já deve ter visto uma foto de um cruzamento super movimentado não? Vamos lá, onde é possível subir nos nos prédios das esquinas e observar como o fluxo de pessoas é intenso e mesmo assim organizado e acima de tudo, existe o respeito ao próximo. Você já assistiu ao filme “Sempre ao seu lado”? É lindo, e existe uma estátua em homenagem ao cachorro Hachiko. Aproveite para tirar um momento e refletir sobre amor.

Cruzamento de Shibuya

Vamos seguir para a região de Harajuku, visitando o santuário Meiji Jingu – um dos mais importantes de Tóquio. Após essa visita, você pode embarcar em experiências culturais como: fazer o aluguel de kimono tradicional ou roupa de samurai/ninja, experiência de treinamento samurai, aprender a montar uma marmita japonesa – obentô, degustação de saquê, degustação de hibiki (whisky japonês), aula de como fazer sushi, tempurá e udon, okonomiyaki, visita a um local de treinamento de sumô, cerimônia do chá – e muitas outras.

Como último passeio do dia, sugerimos a visita ao Museu de Artes Digitais de Tóquio, para a exposição Team Lab Borderless (fecha às 19h). Você vai se inebriar nesta exposição imersiva e que é contagiante.

Detalhe exposição Team Lab Borderless

4º dia

Se sua viagem for durante os meses de novembro a março, conseguirá fazer este passeio.

Hoje o dia será para conhecer uma região muito interessante do Japão, que pode ser visitada como um bate-volta de Tóquio. Vamos de trem até a cidade de Nakano e depois de ônibus até o Parque de Jigokudani, para ver os macacos de neve se banhando em águas termais!

Macacos de neve no Parque de Jigokudani

Os macacos buscam as águas termais – onsens – para reduzir o estresse e amenizar as baixas temperaturas a que estão expostos. É uma gracinha vê-los e o parque tem áreas de passeio muito boas.

Se você estiver viajando em outro período, recomendo uma visita à Disney Land ou então à Disney Sea em Tóquio. Sei que muita gente tem uma tabelinha em que vão marcando as Disneys que já visitaram no mundo.

5º dia

Uma viagem ao Japão não está completa sem uma visita ao Monte Fuji!

Aqui você pode usar o seu JRPASS até a estação de Kawaguchiko e depois um ônibus até o Parque Oishi. Aprecie a paisagem do lago Kawaguchi com o Monte Fuji ao fundo (se estiver na primavera, as árvores estarão lindíssimas). ]

Você pode visitar o Santuário de Kawaguchi Asama e o Museu de Arte Itchiku Kubota. Faça uma pausa para o almoço. Depois suba no bondinho panorâmico do Monte Fuji para mais algumas vistas incríveis.

Após isso, pegue um ônibus até a 5ª estação do Monte Fuji (último ponto que os turistas podem subir sem estarem escalando o monte).

Vista do Monte Fuji

Ainda em Kawaguchiko é possível conhecer o Museu de Gemas Preciosas e o Museu  Kawaguchiko Kitahara Museum de Brinquedos &  Itens Nostálgicos “Dias Felizes”.

E uma última opção é conhecer a Vila de Oshino Hakkai, que é Patrimônio Mundial. É só pegar um ônibus a partir da estação de Kawaguchiko.

 

6º dia

Se você estiver viajando entre dezembro e começo de maio, conseguirá fazer este passeio.

Recomendo um dia no Gala Yuzawa, resort de ski e snowboard, que tem sua própria estação de shinkansen (trem bala) – possibilitando fazer um passeio de bate e volta de Tóquio, por estar apenas a 200km de distância da cidade.

Existem aulas para pessoas que desejam aprender a andar de ski e snowboard, além do aluguel dos equipamentos e roupas.

Mapa do Resort Gala Yuzawa

As atividades disponibilizadas pelo resort são: ski, snowboard, passeio numa espécie de “carro de neve”, área para trenós, guerras de neve, bonecos de neve, descida em trenó estilo boia e colheita de morangos.

É possível realizar refeições em 4 restaurantes localizados no complexo.

Se você estiver viajando entre o meio de maio e novembro, o passeio alternativo que recomendo é o de conhecer o Planetário Konica Minolta, que é muito diferente dos planetários comuns, oferecendo uma experiência muito interessante.

Visite também o Hamarikyu Gardens e tire a tarde para conhecer o bairro de Akihabara, conhecido internacionalmente por sua cultura pop e de animes, onde você pode comprar artigos deste tema e também eletrônicos.

Cultura pop

7º dia

Bom, o último dia depende muito do horário do seu vôo. Nesses dias em Tóquio provavelmente você deve ter descoberto algum outro local que tenha deixado seu coração batendo mais forte, uma loja que quer voltar para fazer uma compra para um amigo, um restaurante que você sabe que vai se arrepender se não provar um dos pratos…

Esse é o seu momento! Ande a esmo na cidade. Perceba um pouco da cultura japonesa, do estilo de vida.

E quando for a hora de se despedir, espero que tenha aproveitado muito!

 

Para todos esses passeios, podem contar com a nossa assessoria. Somos uma das maiores agências de turismo do Japão e temos 70 filiais no mundo inteiro. Então se decidirem viajar também para outros países, ou aqui no Brasil mesmo, podemos te ajudar!

 

Um abraço,

Mariana

 

Fale conosco e tire suas dúvidas!