Contato: sao-lazer@his-world.com|Câmbio Dólar (USD) R$ 5.80 / Euro (EUR) R$ 6.76 Atualizado em 24/09/2020 às 14:00

Outras perspectivas em viagens – bancos na Armênia

Oiê gente,

Tudo bem?

Aqui é a Mariana, da equipe de especialistas em viagens da HIS.

Vim dar continuidade à nossa série de posts sobre diferentes perspectivas em viagens. O primeiro post foi sobre bueiros no Japão. Você ja conferiu?

 

O que no fim são as perspectivas em viagens?

Você pode ter perspectivas diferentes durante viagens ao sair das rotas tradicionais de turismo, prestando atenção nas artes de rua, nas construções ou fachadas das casas – a Piti Koshimura até brinca no Instagram dela com fotos e a legenda “#PeachFachadas” ou então o “#PeachPortas“.

As suas perspectias diferentes podem vir de fotos inusitadas, que a gente deixa no rolo da câmera pra sempre, porque não acha que são Instagramáveis suficientemente. Pode ser brincar com luz, sombra e outros elementos.

Pode ser ao fazer uma coleção dos bichos que encontrou durante a viagem, árvores diferentes, flores.

Vai do seu interesse, mas o legal é sempre se mostrar aberto à novas coisas e explorar!

 

Um pouquinho sobre a Armênia

Bom, no post passado sobre o Japão eu não fiz uma introdução do país pra vocês, porque a maioria já está acostumado com as coisas que postamos sempre no nosso Instagram, ou tem ascendência/descendência ou então já viajou para lá conosco.

Como a Armênia é um país bem diferente, aqui vai uma introdução:

O país é um dos mais antigos do mundo, e sua capital – Yerevan – vai fazer 2801 anos em 2020 (é mais velha que Roma). Os armênios são a primeira nação cristã do mundo e isso se reflete muito em sua cultura e tradições. Tem um alfabeto único, criado em 405 d.C por um monge, e que possui 38 letras.

Está localizado no Cáucaso e isso faz com que seja muito montanhoso. As estações do ano são bem marcadas, então no inverno vai ser aquele friozão com neve e no verão você vai experimentar um calor de 40ºC.

Agora vamos ao assunto do post, os bancos!

Bancos decorados

Diferente dos bancos dos EUA que a gente costuma ver nos filmes, que as famílias constroem em homenagem a alguma pessoa falecida e por isso têm o nome da pessoa escrita nele, ou então que empresas doam e por isso tem sua marca no banco, na Armênia os bancos tem o nome das cidades onde se localizam ou de monumentos/igrejas perto de onde estão!

Os encostos são trabalhados com material metálico e são adicionados símbolos nacionais.

Banco perto da Fortaleza de Erebuni, em Yerevan

É muito comum que o nome da cidade onde o banco se localiza seja adicionado no encosto, na grafia do alfabeto armênio. Então na lateral do banco o nome da cidade é adicionado em alfabeto latino, e já aproveitam pra colocar o site da cidade, pra que a pessoa procure informações úteis.

Banco em Echmiadzin, o “Vaticano” da Armênia

De cima para baixo: banco em Geghard, banco em Yerevan e banco representando uma igreja

Eu sou um pouco suspeita por amar esses bancos, já que tenho descendência armênia, mas espero que vocês tenham gostado da dica de perspectiva de hoje!

E vai ser uma honra organizar sua viagem para a Armênia algum dia.

A gente se vê no próximo post!

 

Um abraço,

 

Mariana

 

 

Fale conosco e tire suas dúvidas!